22 julho, 2006

As Baleias estão chegando


Baleia Franca ( Eubalaena australis)


Entre cetáceos que freqüentam os mares do Brasil, um dos mais fáceis de se observar, pois se a aproxima da costa à distância de até 100 metros.
Recebem esse nome por serem muito dóceis. São lentas e de temperamento pacífico.

Uma das principais características dessa baleia são as verrugas brancas presentes na cabeça.Seu esguicho é na forma de um “V”.

O leite é muito gorduroso e por não se misturar na água permite que o filhote engula sem perdas
Podem alcançar até 17 metros e aproximadamente 70 toneladas. Alimentam-se de krill e pequenos cardumes de peixes.
Foram muito caçadas, o que levou a população de francas cair drasticamente, chegando quase à extinção.


Mas graças a programas de estudos e conservação, esse cetáceo voltou novamente a procurar a costa brasileira e neste inicio de temporada (Julho a Setembro 2006) doze lindas baleias; mães e filhotes, já estão nas águas de Santa Catarina sendo observadas.

Image:Praia de Garopaba,SC

20 julho, 2006

Momentos com meu Heroi



Luis Otavio ,meu filho
hoje embalas meus sonhos de mãe.

Meu Heroi, My Hero


MEU PEQUENO HEROI ,MY HERO


ESTE MODESTO WEBDIARY ABRE ESPAÇO PARA HOMENAGEAR MEU BRAVO E AMADO FILHO QUE NESTA DATA DEU-ME A ALEGRIA DE VEL-LO APROVADO PARA FREGUENTAR; APÓS DISPUTADÍSSIMO CONCURSO, O CURSO DE ELETRÔNICA NA ESCOLA TÉCNICA FEDERAL DE SANTA CATARINA.

MEU ETERNAMENTE PEQUENO BABY LUIS OTAVIO DESEJO QUE TEUS SONHOS SEJAM SEMPRE CONQUISTADOS COMO ESTE COM AMOR E PRESEVERANÇA.

HOMENAGENS DE UMA EMOCIONADÍSSIMA
MAMI HELGA E PAPAI CIZO.


THIS MODEST WEBDIARY OPENS SPACE TO HOMAGE MY BRAVE ONE AND LOVED SON WHO IN THIS DATE GAVE ME THE JOY TO SEE HIM APPROVED, AFTER A HARD COMPETITION, TO FALLOW A COURSE ‘ELECTRONICS’ AT THE FEDERAL TECHNIQUE SCHOOL OF SANTA CATARINA.

MINE PERPETUAL SMALL BABY... LUIS OTAVIO
I DESIRE THAT ALL YOUR DREAMS WILL BE CONQUERED AS THIS WITH MUCH PERSEVERANCE AND LOVE.

HOMAGES FROM YOUR ENCHANTED
MAMI HELGA AND PAPI ZIMMERMANN.

09 julho, 2006

Inocência


Inocência



Fiquei pensando se deveria escrever sobre este tema nesta semana. É sem duvida polêmico, mas quanto
mais penso,
mais acho que devo colocar este sentimento para fora.

Um dia, conversando com meu mestre, fiz uma pergunta sobre as coisas que acontecem em nosso País, minha indignação frente a alguns fatos e tentei comparar com outros mais evoluídos. Europeus, Orientais e mesmo de nosso continente Americano. Ele simplesmente me disse:Aqui no seu País moram as pessoas inocentes. Em outros os líricos, os determinados, os trabalhadores, os cientistas etc. Fiquei pensando sobre isso e cada vez mais me convenço que ele estava certo.

Somos muito inocentes mesmo. Às vezes tangenciamos a burrice.
Portanto vejamos:Existem pessoas que acreditam que o técnico Parreira manteve o Ronaldo chamado de fenômeno, apesar da gordura, na nossa seleção, por teimosia. Não, não foi por isso. Existem muitas pessoas que estão afirmando que o Roberto Carlos não abandonou a sua zona de marcação no momento do gol da França e tinha realmente problemas no joelho. Que havia necessidade física de fazer isso...

Existem pessoas que acreditam que a apatia do Parreira no banco durante os jogos da seleção, faz parte de sua personalidade. Ele simplesmente demonstrava a realidade de quem já “conhecia” a sua posição na tabela final da Copa. Tem muito mais coisa no ar do que aviões da TAM...

Existem pessoas que acreditam que nós brasileiros estamos mantendo o nosso Exército no Haiti porque se trata de algo bom para o Brasil. Nosso país precisa se fazer presente no Conselho de Segurança da ONU e que esta atitude seria reconhecida. Não analisam o quanto isso está custando para nós e em quantas outras atividades prioritárias nós poderíamos utilizar e destinar a mesma verba. O custo desta ação é muitas vezes maior do que se aplicou em segurança pública no país.

Existem pessoas que acham que nós tínhamos mesmo que perdoar a divida financeira que a Bolívia tinha com o Brasil. Temos que ajudar os mais pobres... como se recursos sobrassem para nós...

Existem pessoas que acham, defendem até, que o Presidente Lula não sabia de nada do que estava acontecendo no Congresso.Poderíamos enumerar muitos outros exemplos, mas o mais importante de tudo é começarmos a ter consciência de que somos exatamente isso:

Demasiadamente inocentes. Demasiadamente pacíficos. Demasiadamente cordatos. Facilmente embrulhados.
Nossa inocência projeta ignorância e isso nos afasta da verdade.
É muito mais fácil conduzir um inocente. Ele acredita na Gata Borralheira... No Papai Noel... No Coelhinho da Páscoa...

Como combater isso:
Primeiro é preciso consciência do que realmente somos, depois nos posicionarmos, cada um, individualmente fazer sua auto-análise.É necessário preparo na base da vida. Educação, Cultura e buscarmos exemplos fora de casa, de nosso quintal brasileiro. Olhar outros países para termos referência do que se deve procurar e se deve melhorar.
Nunca seguir alguém simplesmente porque o que ele nos fala toca o nosso coração, nosso ideal... Ele precisa ter conteúdo e experiência.
Falar é fácil... realizar exige conhecimento, base e competência.




Text: Saul Brandalise Jr.
Image: By Web

04 julho, 2006

Globalização

GLOBALIZAÇÃO


O Manuel depois de dormir numa almofada de algodão (Made in Egipt),começou o dia bem cedo, acordado pelo despertador (Made in Japan) às 7 da manhã.

Depois de um banho com sabonete (Made in France) e enquanto o café (importado da Colômbia) estava a fazer na máquina (Made in Chech Republic), barbeou-se com a máquina eléctrica (Made in China).

Vestiu uma camisa (Made in Sri Lanka), jeans de marca (Made in Singapure) e um relógio de bolso (Made in Swiss).

Depois de preparar as torradas de trigo (produced in USA) na sua torradeira (Made in Germany) e enquanto tomava o café numa chávena (Made in Spain), pegou na máquina de calcular (Made in Korea) para ver quanto é que poderia gastar nesse dia e consultou a Internet no seu computador (Made in
Thailand)para ver as previsões meteorológicas.

Depois de ouvir as notícias pela rádio (Made in India), ainda bebeu um sumo de laranja (produced in Israel), entrou no carro (Made in Sweden) e continuou à procura de emprego.

Ao fim de mais um dia frustrante, com muitos contactos feitos através do seu telemóvel (Made in Finland) e, após comer uma pizza (Made in Italy), o Manuel decidiu relaxar por uns instantes.

Calçou as suas sandálias (Made in Brazil), sentou-se num sofá (Made in Denmark), serviu-se de um copo de vinho (produced in Chile), ligou a TV (Made in Indonésia) e pôs-se a pensar porque é que não conseguia encontrar um emprego em PORTUGAL...


Text :anonymous e reflete bem o futuro
Image: by Worth 1000